Blusa "Icelandic" para a Helo

Depois de pesquisas e mais pesquisas, resolvi fazer uma blusa Icelandic para a Heloísa, minha filha do meio.

Ela é bem sóbria para seus 12 anos, e, ao contrário da Beatriz que adora coisas espalhafatosas, ela gosta de coisas bem discretas.

Tinha 10 novelos de lã 100% da Patons guardados há uns 6 anos, esperando pelo momento e modelo certos.

Esse momento chegou quando a Helo pediu a tal blusa.

Condições:
- Cor sóbria e única.
- Sem desenhos, lisa.
- Fechada de cima a baixo
- Gola longe do pescoço.

ok!!!

Mãos à obra!! Esse foi o resultado. Na verdade, acabei negociando a condição 2, mas ela gostou do resultado.


Essa receita foi completamente desenvolvida por mim, então, vou escrevê-la abaixo.

Se acaso quiserem mais idéias sobre o modelo Icelandic, pesquise na internet que tem "coisa que não acaba mais"...

Essa receita fiz de baixo para cima para uma gatinha de quase 1,6m de altura e braços longos. Ela pediu que fosse bem justa no corpo, o que deu um tabalhinho porque precisava ficar medindo toda hora...

Mas o resultado valeu a pena.

Usei lã Patons Wool Tweed 100%
Agulha 5mm circular e de pontas duplas.

Corpo

Montei 130 pontos na agulha circular, coloquei marcadores em cada lateral e no centro da montagem dos pontos (65p frente e 65p trás) e trabalhei em carreiras circulares por 15 voltas da seguinte forma:

volta ímpar: *m, t*
volt par: *msf, t*

Aumentei 20 pontos ao longo da 16a. carreira, totalizando 150p.

Subi fazendo ponto meia e, a 20cm do início, comecei um aumento de 1p de cada lado dos marcadores laterais (4pontos no total), a cada 10 voltas. Fiz isso 4 vezes, totalizando um aumento de 16 pontos.

Deixei esse trabalho em espera e comecei as mangas.

Mangas

Nas agulhas de pontas duplas montei 42 pontos e trabalhei em carreiras circulares o mesmo ponto de barra trabalhado no corpo por 20 voltas.

Na 21a. volta, em meia, aumentei 6 pontos distribuídos ao longo da carreira.

Trabalhei em carreiras circulares em meia e a cada 10 carreiras fazia um aumento de cada lado do marcador (2por volta) que foi colocado para marcar o início da carreira. Fiz isso 6x, totalizando um aumento de 12pontos, ficando 60 pontos na agulha. Continuei até atingir 44cm, isto é, a base da axila da Helo.

Fiz a outra igual, lógico!!

Montagem e execução da Pala

Com o corpo e as mangas prontas, chegou o momento mais importante. Eu já tinha feito manga Raglan, pra Helo mesmo, mas dessa vez queria algo diferente e nos passeios da net, encontrei umas corujinhas lindas, mas não tinha a receita. Só que olhando percebi que se tratava de pequenas tranças e resolvi escrever meu próprio gráfico que eu posto depois porque se eu tirar foto do meu caderno ninguém vai entender.

Então, voltando ao que interessa, a montagem fiz da seguinte forma.

Deixei em espera num alfinete 8 pontos embaixo do braço (4 antes e 4 depois do marcador), assim como 8 pontos em espera nas mangas (4 antes e 4 depois do marcador).

Como eu deixei um marcador no corpo da blusa indicando o início e fim das voltas, a partir daí eu fiz 37m (marcador), 52m na primeira manga (marcador), 75m na frente (marcador), 52m na segunda manga (marcador) e 38m atrás (marcador de início de carreira).

Fiz duas voltas em meia.

Iniciei a cava, reduzindo a cada 2 voltas 2 pontos de cada lado dos marcadores de cava, totalizando 8 pontos reduzidos por volta. Fiz isso 4 vezes, reduzindo 32 pontos no total.

Fiz mais duas voltas em meia.

Neste momento estava com 222p na agulha circular. Comecei o gráfico das corujinhas.

Fiz uma volta inteira em t.

Distribuí o gráfico da coruja 16 vezes ao redor da blusa, espaçada de 5pontos em tricô.

A coruja é feita em ponto meia trançado, base 9pontos. Para "fechar a conta" dois espaços ficaram com 4 pontos.

1carr coruja: 9m
2carr coruja: trança 4 pontos por trás, 1m, trança 4 pontos pela frente
3 até 9carr: 9m
10carr: trança 4 pontos pela frente, 1m, trança 4 pontos por trás
11 até 13carr: 9m
14carr: trança 4 pontos pela frente, 1m, trança 4 pontos por trás
15 e 16carr: 9m
17carr: 2mj, 5m, 2mj

 Está pronta a coruja.

Na 4a. volta a partir do início das corujas, reduzi um ponto de cada espaço de 5, portanto, todos espaços ficaram com 4 pontos tricô.

Continuando o gráfico, na 8a. volta, reduzi mais um ponto, ficando 3p de intervalo entre as corujas.

Terminei o gráfico da coruja e fiz 14 voltas em barra 1x1.

Nos 5 pontos do centro da cabeça da coruja, eu fiz em tricô, reduzindo 1 ponto de cada lado, ficando, portanto, 3pontos tricô entre 3 conjuntos de barra 1x1 conforme foto. E fiz mais 13 voltas dessa forma.


Para concluir, os 3 pontos tricô, fiz juntos e ficou barra 1x1 novamente por mais 4 voltas.

Concluí fazendo arremate italiano. Veja o vídeo aqui. Parece difícil, mas é bem fácil. E bonito.

A costura nas cavas eu fiz usando a técnica grafting.

Segue mais algumas fotos.


Para os olhos das corujas a Helo escolheu miçangas em forma de pérolas, costurei-as com agulha de bordar e com a própria lã usada na blusa.

Divirtam-se!!










Postagens mais visitadas deste blog

Adaptação da Pantufa da Yuko Nakamura

Gola Azul Metálica