Literatura Infantil - Como estimular crianças e/ou adolescentes a ler

Alguns dias atrás, estive conversando com uma mãe que tinha dificuldade de estimular a leitura em seu filho. O menino tem 8 anos e não há Cristo que faça o guri pegar um livro, diz a mãe. Perguntei quais livros ela tinha comprado para ele, ela disse que comprou o Harry Potter e a Pedra Filosofal (eu adoro!!). Mas veja, um livro de mais de 200 páginas para uma criança que está acostumada com videogame. Por mais fantástica e mirabolante que seja a estória, fica difícil. Então eu contei que tive o mesmo problema com meu filho mais velho. Também não era muito chegado em ler. E olha que eu estou sempre com dois ou três livros na cabeceira, portanto, falta de exemplo, não é. Hoje, ele está com 13 anos e desde seus 9 anos virou um "rato de livrarias". É maravilhoso ver uma cria sua compartilhando o amor por aquilo que você também estima. Só o tricô ainda não conseguimos... Mas quem sabe? Pois bem, voltando ao assunto, com meu filho comecei com as revistas em quadrinhos. Assinei a Turma da Mônica. Todo mês chegam 6 revistas que são literalmente consumidas em um dia. Agora estou com outro problema, tenho 3 filhos (13, 9 e 7 anos) todos leitores vorazes, incluindo a pequenina. Chegando as revistinhas vira uma praça de guerra porque todos querem lê-las ao mesmo tempo. Tenho que gerenciar a ordem de leitura. Agora temos duas assinaturas que chegam em dias diferentes (Turma da Mônica e Turma da Mônica Jovem), o que dá um tempo nas discussões, mas eu acho ótimo, imaginem uma casa onde as crianças brigam para ler!! UAU!!
Logo depois da fase das revistinhas, resolvi incluir livros com estórias mais curtas e palatáveis ao gosto e idade deles. Os livros de Thiago Fernandes (vou falar deles em uma página separada) falam do universo das crianças nesta fase dos 8 aos 12 anos. Descobri uma série fantástica chamada BAT PAT. E estes livros nós lemos juntos, cada dia um capítulo e cada capítulo um de nós lia, menos a pequena que ainda não sabia ler, mas ficava para ouvir. Nessa história desenvolvemos duas coisas fantásticas: A) GOSTO PELA LEITURA e B) FLUÊNCIA PARA LER EM VOZ ALTA (FLUÊNCIA, ENTONAÇÃO, PONTUAÇÃO). Na próxima postagem falo sobre os livros do Thiago Fernandes. 

Postagens mais visitadas deste blog

Adaptação da Pantufa da Yuko Nakamura

Gorro em Gomos Transversais

CC Beanie com Gorro Fácil Colors